Meu carrinho
0 Item
Seu carrinho está vazio

Brincadeiras Antigas

Publicado em 05.01.2024 |
Visualizações
40 visualizações

Você se lembra das brincadeiras antigas infantis? Aquelas que passavam de geração em geração e que faziam a alegria da criançada? Neste post, vamos relembrar algumas dessas brincadeiras e entender a importância delas no desenvolvimento das crianças.

Venha se divertir com a gente e descobrir como essas brincadeiras podem ser adaptadas para os dias de hoje.

Brincadeiras antigas para educação infantil

As brincadeiras com água são sempre divertidas e refrescantes, principalmente nos dias quentes de verão. Além de proporcionar momentos de diversão, elas também podem ser uma excelente oportunidade de aprendizado para as crianças. Uma das brincadeiras mais simples e divertidas é o jogo do balde. Basta colocar vários baldes com água em um local e fornecer copos ou conchas para as crianças transferirem a água de um balde para outro.

Além de trabalhar a coordenação motora, essa atividade pode ensinar sobre volume e capacidade. Outra brincadeira com água que as crianças adoram é o escorregador improvisado.

Basta colocar uma lona ou plástico no chão e molhá-la com água e sabão líquido. As crianças podem escorregar e se divertir bastante, além de desenvolverem a coragem e a confiança.

Essas são apenas algumas das muitas brincadeiras com água que podem ser realizadas com as crianças. O importante é sempre garantir a segurança e a supervisão adequada dos adultos para que a diversão seja garantida para todos.

Brincadeiras antigas infantis do folclore brasileiro

As brincadeiras antigas do folclore brasileiro são uma ótima opção para entreter as crianças em casa. Além de divertidas, elas ajudam a desenvolver a imaginação, a coordenação motora e o raciocínio lógico dos pequenos.

Uma das brincadeiras mais conhecidas é a amarelinha, que consiste em desenhar um tabuleiro no chão e jogar uma pedra nos números, pulando com um pé só.

Outra opção é a peteca, um jogo de habilidade que envolve arremessar e rebater uma espécie de bola com as mãos. O pião também é uma brincadeira clássica, em que é preciso girar um objeto com uma corda, tentando mantê-lo equilibrado.

Já o jogo de cabra-cega consiste em vendarmos os olhos e tentar pegar os outros participantes. Essas brincadeiras são apenas algumas das diversas opções que fazem parte do folclore brasileiro.

Além de trazerem momentos de diversão, elas ajudam as crianças a conhecerem mais sobre a cultura do país. Então, que tal resgatar essas tradições e fazer a alegria dos pequenos em casa?

Brincadeiras antigas de roda

As brincadeiras antigas de roda são uma forma divertida e saudável de entretenimento para crianças. Elas incentivam a socialização, a cooperação, a criatividade e a imaginação. Além disso, são uma ótima maneira de resgatar tradições e valores culturais que estão se perdendo com o tempo.

Algumas das brincadeiras mais populares são: ciranda cirandinha, roda pião, atirei o pau no gato, o cravo brigou com a rosa, entre outras. Elas podem ser adaptadas de acordo com a idade e o número de participantes, e também podem ser incorporadas a atividades pedagógicas.

É importante lembrar que as brincadeiras de roda devem ser supervisionadas por um adulto responsável, para garantir a segurança das crianças. Além disso, é fundamental que haja respeito e cooperação entre os participantes, para que todos possam se divertir juntos.

As brincadeiras antigas de roda são uma forma lúdica e educativa de entretenimento para crianças, que contribuem para o desenvolvimento físico, cognitivo e social dos pequenos. Por isso, vale a pena resgatar essas tradições e proporcionar momentos de diversão e aprendizado para os nossos filhos.

Brincadeiras antigas de rua

As brincadeiras de rua antigas são um verdadeiro tesouro da cultura popular. Elas foram passadas de geração em geração e ainda hoje são lembradas com carinho por muitos. Quem nunca brincou de pega-pega, esconde-esconde, amarelinha ou queimada?

Essas brincadeiras eram muito importantes para o desenvolvimento das crianças. Elas ajudavam a melhorar a coordenação motora, a socialização, a criatividade e a imaginação. Além disso, as brincadeiras de rua eram uma forma de exercício físico e de diversão gratuita.

Infelizmente, hoje em dia, com a tecnologia e o sedentarismo, as brincadeiras de rua foram perdendo espaço. É preciso resgatar essas brincadeiras e incentivar as crianças a saírem de casa para brincar na rua.

Afinal, elas são importantes para o desenvolvimento saudável das crianças. Se você tem filhos, sobrinhos ou netos, que tal ensiná-los a brincar de algumas dessas brincadeiras antigas?

Com certeza, eles vão adorar e você vai se divertir junto com eles. Vamos resgatar as brincadeiras de rua antigas e fazer com que elas continuem vivas por muitos anos!

Aceite os cookies e tenha uma melhor experiência em nosso site, consulte nossa Política de Privacidade.